Polícia divulga balanço de operação contra fraude no Enem

Conforme um balanço que foi divulgado ao final de domingo 13/11 até o final do dia, pelo menos 35 ocorrências haviam sido registradas na segunda fase do Enem na cidade de Belém do Pará. A maior parte das ocorrências foi devidamente relacionada a substituição e a falta dos fiscais de prova. A partir disto, a operação Enem contou com pelo menos 2552 policiais militares, estes que atuavam no policiamento ostensivo de 830 locais de aplicação de provas, distribuídas em pelo menos 74 municípios do estado.

Quando o assunto é a segurança pública, estes foram seis registros que ocorreram. Na cidade de Igarapé Miri, que fica a nordeste do estado, alguns homens foram abordados por policiais militares após a denúncia de populares devido a atitudes suspeitas. Já na cidade de Belém, um candidato acabou chegando atrasado, e pulou o muro da escola, mas mesmo assim foi impedido de realizar a sua prova.

Durante o primeiro dia de provas do Enem, no último domingo, foram registradas pelo menos 43 ocorrências. Entre estas ocorrências, pelo menos quatro por locais com falta de energia elétrica, quatro relacionadas a suspeitas de fraude, e uma delas por porte ilegal de arma de fogo, e uma pessoa acabou sendo detida por atitude suspeita.

A partir do dia 13/11 a Polícia Militar começa a chamada Operação Reversa, que encerra o Enem, onde a PM juntamente aos correios, acaba por reunir os cartões respostas e encaminhar para os quartéis do exército ou agência de correios, finalizando desta forma com uma remessa para a cidade do Rio de Janeiro.

No último domingo de realização do Enem também foi deflagrada a chamada Operação Passe Fácil, onde ocorreu o cumprimento de pelo menos 62 mandados judiciais, sendo que 31 deles estava relacionado a busca e apreensão e 31 de condução coercitiva para investigação de fraudes nos exames.

Os 62 mandados de busca e relacionados a condução coercitiva foram relacionados as pessoas que estavam na suspeita de terem fraudado edições anteriores do Enem, e que haviam se inscrito para a edição deste ano. Foram identificadas pessoas sob suspeita de terem fraudado e estão muito próximas de serem indiciadas. Sabendo bem que se estaria fazendo a prova neste ano, foi possível agir para garantir que elas sejam punidas, e ainda evitar novas fraudes.

Esta operação determinada foi realizada em 13 estados. Conforme as instituições de segurança acionadas, os 62 mandados que foram cumpridos neste domingo, estiveram relacionados a candidatos inscritos no exame. Muitas pessoas foram no primeiro dia, mas algumas não foram nos dois dias.

Atualmente, esta é uma operação onde são apreendidos materiais eletrônicos, onde se faz oitivas e a partir disto as investigações possuem uma continuidade. A princípio, deverão incluir tanto os pilotos que realizam as provas e passam gabaritos como também os beneficiários deste processo.

No primeiro dia, foram 273 candidatos desclassificados, os demais 580 foram eliminados no segundo dia de provas.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe um comentário